Por que é necessário ser provado?

Uma pergunta recorrente a todo nós que passamos por sofrimento e que acreditamos em Deus é: Por que eu preciso ser provado se Deus conhece tudo? Ele sabe o que eu farei. Ele conhece os meus sentimentos e sabe a minha reação. Por que, então, preciso ser provado para ele?

Bem, quero lhe dizer que o foco não é Deus, nesse caso. Mas eu! Na verdade, eu preciso ser provado para mim mesmo. E isso é algo que Deus nos dá como um presente. Um presente para o nosso eu, para a nossa autoestima. Muitas vezes temos o sentimento de Gideão, aquele que se esconde por trás dos desafios, das perseguições, dos roubos e se coloca como o pior, o menor e menos importante e incapaz. E Deus quer mostrar que esse sentimento está equivocado. E mais: Quer que a gente se coloque do outro lado para ser seu cooperador em seu propósito. Deus é um Deus de propósitos. Mas ele conta conosco para executá-los. Isso não é incrível? Deus conta com pessoas pecadoras, falhas e inseguras, como nós.

Quando passamos a ver por esse ângulo, percebemos o quão terapêutico é passar pelas provações. Há uma cura de Deus em nossa alma capaz de fazer de nós pessoas mais preparadas e menos fragilizadas. A dor, as provas, os desafios são excelentes preparadores emocionais e espirituais.

Provação está ligada à fé. Como experimentaremos a fé se não formos provados? É em meio aos desafios que conhecemos a nossa própria força! O apóstolo Paulo deixa isso claro, quando diz que quando somos fracos é que somos fortes. (2 Coríntios 12:10b).

Nesse estágio, poderemos começar a ser instrumentos nas mãos de Deus, como o apóstolo foi. As provações só servirão para nos fortalecer e nos fazer enxergar que não dependemos de coisas “dando certo” para cumprir o propósito divino. Descobriremos que:

1. De Deus somos cooperadores. Cooperar é operar junto com. Isto significa que estamos trabalhando lado a lado com Deus. Que privilégio!

E, nesse sentido, fomos chamados para sermos participantes de sua glória e de sua santidade.

2. De Deus somos edifício. Ele é a base para tudo o que formos construir em nossa vida. Isto significa que ficaremos cada vez mais sedimentados nos princípios eternos, que são os únicos pelos quais devemos nos esforçar, porque aqui tudo passa.

Quanto maior o prédio, mais profunda a fundação! Ou seja, quanto maior nosso trabalho e crescimento, mais nosso relacionamento, intimidade e comunhão com o Pai.

Muitos sofrimentos espirituais são provenientes da carência de não entendemos o sentido de nossa vida em Deus. Questionamos as dificuldades apenas pelo lado de nossa fragilidade, mas na verdade deveria ser pelo lado de nossa resistência. Deus quer nos fazer resistir, persistir e vencer.

Vale o que está escrito: Somos provados para ser aprovados! É assim que Deus pensa e faz. Ele não tem prazer em nos despedir de mãos vazias, carentes, afogados em nossa dor. Ele tem prazer em nos aprovar no meio de tudo isso e de nos fazer mais fortes, resilientes, corajosos e prontos para o destino que ele preparou.

Lembre-se: O Pai ama você!

Por Darci Lourenção, psicóloga, pastora, coach, escritora e conferencista. Foi Deã e Professora de Aconselhamento Cristão. Autora dos livros “Na intimidade há cura”, “A equação do amor” e “Viva sem compulsão”.

* O conteúdo do texto acima é de colaboração voluntária, seu teor é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame e GospelMT.

Leave a Reply

Your email address will not be published.