“Eu ainda amo o Senhor”

“Eu ainda amo o Senhor”

338
SHARE

Eu ainda amo o Senhor

Quando os sonhos mais lindos do coração, os desejos, os planos almejados parecem não se realizar, podemos ainda diante da dor da perda, da incapacidade, da desilusão, mesmo assim, não questionar a Deus? Declarar que ainda o amamos, apesar de?

No já, até um pouco antigo, “Desafiando Gigantes”, há uma cena que muito me faz refletir sobre até onde vai o nosso amor pelo Senhor. Nesta cena a esposa de Grant Taylor, a linda Brooke Taylor, sonha em ser mãe, mas seu marido é estéril, então, quando Grant já está vencendo seus gigantes, experimentando a mão bondosa de Deus sobre sua vida profissional e financeira, Brooke se mantém ao lado dele apoiando, orando juntos, e o sonho fica em “stand by”; mas há um momento em que ela começa a sentir um mal-estar e incentivada por uma amiga, resolve fazer novamente um exame de sangue, um teste de gravidez.

Para isso, vai à clínica onde já tinha ido outras vezes. As enfermeiras e funcionários daquele lugar já a conheciam de outras consultas frustradas, chegando a fazer comentários do tipo: “Brooke Taylor está aí novamente…”. Ela faz o exame e a enfermeira confere que deu novamente negativo. Ao receber o resultado, Brooke sente-se envergonhada e vai embora. Chorando muito, ela olha para o alto dizendo: “Eu ainda amo o Senhor”.

Mesmo diante daquela dor tão grande de não poder ter aquilo que mais queria, e mais uma vez sentindo toda a frustração de não poder ver realizado o sonho do seu coração, apesar disso, consegue declarar seu amor a Deus. O amor dessa mulher não estava condicionado a receber a bênção, ver o sonho realizado, o amor que dela por Deus transcende tudo isso, ela o ama mesmo Ele não realizando aquilo que ela mais almeja.

Uma das interpretações desta cena é que ali, o Inimigo estava agindo, frustrando o sonho de Brooke para que ela, diante disso, negasse o Senhor. Pois quando ela reafirma seu amor por Deus diante da dor, algo acontece e a enfermeira acaba descobrindo que cometeu um engano, passando o resultado de outra pessoa para Brooke, que realmente está grávida. A enfermeira corre para avisá-la, Brooke ainda está no carro terminando de proferir sua declaração de amor a Deus.

Eu até acho uma interpretação bastante pertinente, e tem tudo a ver com o tema do filme, que relata sobre os gigantes do medo, do fracasso que se levantam contra a nossa vida, para nos fazer desanimar e nos afastar de Deus. Mas uma pergunta a se fazer é se Deus sempre permite que o Inimigo se levante contra nós, testando o nosso amor por Ele. Creio que Deus é um pai amoroso, que não barganha o nosso amor; por isso, nem sempre os gigantes que se levantam contra nós são permissão de Deus. E Ele já provou que pode nos abençoar mesmo quando ainda não podemos adorá-lo na dor. É maravilhoso quando uma pessoa consegue vencer tamanho desafio do coração humano, de não murmurar, não questionar atos, sua sorte diante de Deus, quando as coisas não estão indo bem; mas e quando não consegue?

Em Êxodo 14.15-31, na travessia do mar vermelho, os hebreus estavam sendo perseguidos pelos egípcios e, quando chegaram diante do mar, temeram por suas vidas, e muitos murmuraram, queixaram-se com Moisés, mas Deus de forma maravilhosa os livrou, abrindo o mar. Eles chegaram do outro lado secos e livres dos perseguidores. Porém, somente depois do livramento, adoraram ao Senhor, demonstrando seu amor por Ele.

A bondade do Senhor é incomparável e isso é demonstrado em muitos outros episódios na vida dos hebreus, como também nas nossas vidas. Ele não nos ama menos porque às vezes, alguns até muitas vezes, tendem a fraquejar nas lutas, porque Deus sabe das nossas limitações. Importante se faz abrirmos nosso coração diante dele demonstrando tanto o nosso amor, quanto nossa dor, rejeição, sejamos sinceros com Ele, e não devemos nos lançar num abismo de culpa se nem todas as vezes conseguirmos dizer a Ele, em meio às crises, diante dos gigantes da vida, esta tão gloriosa declaração: “Eu ainda amo o Senhor”.

Sigamos em frente sempre com Ele na dor e no amor.
Quem ainda não viu, veja o filme #superindico
::Nicibel Silva

Share

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY