O medo do escuro e a falta de fé

O medo do escuro e a falta de fé

370
SHARE

O medo do escuro e a falta de fé

São incontáveis as pessoas que têm medo do escuro. É engraçado que a maioria delas não sabe quando esse medo começou. Ou seja, alimenta um sentimento ruim, sem ter motivo. Analisando isso, podemos concluir friamente que no escuro não vemos nada, não temos direção, e poderíamos andar em círculos, por tempo indeterminado, e nem sequer reparar que não saímos do lugar. O medo do escuro, pode-se dizer, é semelhante à falta de fé. Aí você vai se perguntar: “Como assim?”.

É simples. A pessoa tem medo do que não vê. O medo do escuro é o medo daquilo que não se pode controlar. A satisfação vem daquilo que ela pode fazer com as próprias mãos, dentro do seu controle, dentro do seu domínio. Crê na sua própria capacidade e foca na força do seu braço. Tudo que foge ao controle dela causa confusão em sua cabeça. E o medo do escuro não é assim, confuso? Não sabemos onde estão as coisas, ou se vamos esbarrar em algo. E o medo do escuro não requer fé?

Nosso futuro, muitas vezes, é um quarto escuro para nós. Onde nos amedrontamos só de pensar. Isso é falta de fé. Podemos planejar, escolher certo, proceder corretamente, esperar em santidade. Mas, sem fé, ficaremos sempre confusos e medrosos. A fé é o interruptor da Luz de Deus. Quando a exercemos, Deus não ilumina nosso futuro, mas ilumina a Si mesmo, para que possamos “vê-Lo”, “tocá-Lo”, senti-Lo.

Paramos de focar no futuro propriamente dito e redirecionamos nosso foco para Ele. Dessa forma, os nossos questionamentos sobre o que não vemos já não são tão importantes quanto eram antes.
Quem anda com Deus jamais estará no escuro.

:: Rhanúsia Lara e Bruna Tavares (Eu Escolhi Esperar)

Share

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY