O que você pensa a seu respeito?

O que você pensa a seu respeito?

254
SHARE

O que você pensa a seu respeito?

Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.” Romanos 12.3

É muito fácil olharmos para a vida dos outros e apontarmos um monte de defeitos, mas quando olhamos para nós mesmos, temos a tendência de sermos complacentes. Esquecemos que assim como podemos ser decepcionados, podemos decepcionar também.

Pare e pense:

Você é medíocre?

A nação de Israel precisava enfrentar o povo da terra de Jericó. Eles disseram: não podemos enfrentar esse povo, porque aos nossos olhos, somos muito pequenos, não temos força. Não conseguiremos vencê-los. Éramos aos olhos deles, como nada, e aos nossos próprios olhos, como gafanhotos!

Se não fosse Calebe dizer aos príncipes, que a atitude deles em se auto-depreciar estava errada, o povo seria contaminado por aquele relatório de derrota.

Por esse pensamento medíocre, Deus não quis que aquelas pessoas entrasse na Terra Prometida. “Assim como imaginou em sua alma, assim ele o é!”

Você arriscaria fazer uma cirurgia com um médico que não demonstrasse ter confiança?

Agora pense: como você se vê? Feio, insignificante, imprestável? Assim como você se enxergar, as pessoas o verão também.

Você é soberbo?

Em contrapartida, existem os que pensam de si mesmo, mais do que convém. São os soberbos, metidos, que andam com o nariz empinado, como se as outras pessoas fossem a ‘ralé’ e eles estivessem sempre em cima da ‘carne seca.’

A Bíblia nos conta a história de um rei que fez uma imagem dele mesmo – Nabucodonosor. Ele queria que todos o adorassem e prostrassem-se perante a sua estátua. Foi decretado um feriado nacional em sua homenagem e ele acreditou que era um deus. Em decorrência da sua soberba, ficou louco, vivendo como um animal. Quando recobrou sua sanidade, reconheceu que só o Senhor é Deus.

Como Nabucodosor existem muitas pessoas cheias de si, achando que não há ninguém melhor que elas. Maridos que têm o costume de dizer as esposas: ai de você se não fosse eu. Foi eu que te tirei do interior, se não fosse por mim, você não seria ninguém.

Assim como muitos maridos também ouvem de suas esposas:se não fosse meu pai pagar nossas contas, você não seria ninguém, você é um banana…

Quanta inocência a dessas pessoas, não é a toa que a ‘Terra é redonda’, um dia você está por cima e outro dia, você está por baixo. O homem foi feito do pó da terra e ao pó voltará.

Quem sabe você virou um produto do meio em que vive, tornado-se uma pessoa fria, calculista e sem compaixão? Um dos lugares que mais tem estragado pessoas é a universidade, vemos jovens transformando-se dentro de casa, nos relacionamentos com pessoas saudáveis, por conta de novas amizades e ambientes que não prestam.

Tome cuidado para que as bênçãos não se transformem em maldição na sua vida.

Na Bíblia, temos um exemplo de um campeão que fracassou, porque pensava de si mesmo mais do que convinha. O nome dele? Golias.

A vida desse gigante foi ganhar batalhas, entretanto perdeu para um menino de 16 anos, porque:

Iº) Não amava a nação que defendia, ele era um contratado.

IIº) Guardou sua espada.

IIIº) Tirou o capacete, porque viu um menino na frente dele. Ele pensava muito de si mesmo.

IVº) Tirou o escudo. Golias se desarmou, ele olhou para si mesmo e achou-se bom de mais para precisar de espadas, ou capacete para lutar com um menino.

Vº) Menosprezou o adversário. Golias pergunta a Davi:“É você o escolhido do exército de Israel, para lutar contra mim?

VIº) Aproximou muito do inimigo. Golias chegou pertinho de Davi, era o que Davi precisava: de uma testa, de um homem sem lança, sem espada, e sem escudo.

Existem muitas pessoas sofrendo e perdendo as bênçãos de Deus, por pensarem de si mesmos menos do que convém, ou mais do que convém. De qual desses dois malefícios você está sofrendo?

Pr. Jorge Linhares

Edição: Renata G. Santana (Comunicação Getsêmani)

Jorge Linhares é pastor da igreja batista Getsêmani, em Belo Horizonte (MG). Cursou Estudos Sociais e Teologia. É presidente do “CPEMG” (Conselho de Pastores do Estado de Minas Gerais), vice-presidente do “CIMEB” (Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil), presidente da “Associação de Escolas Cristãs de Minas Gerais” e do “FENASP” (Fórum Evangélico Nacional de Ação Política e Social). O pastor escreveu mais de 100 livros, entre eles o best-seller “Bênção e Maldição”, que supero u a marca de um milhão de exemplares e foi traduzido para o inglês e o espanhol.

Site oficial: www.prjorge.com.br

Share

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY