Ouvido interno pode ter influência na memória

Ouvido interno pode ter influência na memória

242
SHARE

Ouvido interno pode ter influência na memória

Segundo uma equipe de cientistas da Oregon Hearing Research Center (OHRC), a importância dos ouvidos não se restringe à qualidade auditiva e à capacidade do ser humano para se equilibrar. Eles podem ter um papel importante, também, no funcionamento da memória a curto prazo.

Isto porque o nosso ouvido interno tem cílios auditivos que recebem a vibração das ondas sonoras, após elas terem sido amplificadas pelo ouvido médio. O ouvido médio recebe o som como vibração em meio aéreo e o transforma em estímulo mecânico, para que possa ser percebido pelas células pilosas do ouvido interno. As vibrações produzidas posteriormente podem ter uma função de arquivo mecânico, contribuindo para a nossa capacidade de reter determinados sons e informações por curtos períodos de tempo.

“Uma perda auditiva, por mínima que seja, pode conduzir a uma redução substancial das vibrações posteriores produzidas no ouvido interno, levando a uma maior dificuldade em reconhecer esses sobressaltos e, consequentemente, a uma mais difícil percepção do discurso”, explica Dulce Martins Paiva, Diretora-Geral da GAES – Centros Auditivos em Portugal., em comunicado enviado às redações.

No reconhecimento do discurso, explica Alfred L. Nuttall, médico do OHRC, a capacidade de detectar alterações em estímulos continuados é fulcral. Essas mudanças – ou sobressaltos – precisam ter determinada duração temporal para poderem ser corretamente percebidas. As referidas vibrações posteriores excitam as fibras auditivas, as estimulando a detectar alterações sútis ao nível do som.

Fonte: GospelMT informações MSN Saúde.

Share

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY