TV no fim do dia pode elevar nível de estresse

TV no fim do dia pode elevar nível de estresse

281
SHARE

TV no fim do dia pode elevar nível de estresse

Na rotina da maioria das pessoas, chegam em casa é procurar algo que relaxe e a TV é uma das principais atitudes de quem passou estresse no dia. Segundo uma pesquisa conduzida pela Johannes Gutenberg University Mainz, na Alemanha, revelou que isso não é uma boa ideia, pois só aumenta o estresse. As informações são do site Daily Mail.

O estudo descobriu que as pessoas que atingiram altos níveis de estresse no trabalho e assistiram televisão ou jogaram vídeogame se sentiram culpadas em vez de relaxadas ou recuperadas.

Para essa conclusão, os estudiosos entrevistaram 471 pessoas sobre como elas se sentiam depois do trabalho e o que faziam para relaxar no final do dia. Os pesquisadores notaram que aquelas que estavam particularmente cansadas após o expediente mostraram maior tendência a sentir que haviam “sucumbido” ao desejo de assistir televisão ou jogar vídeogame. Este grupo de pessoas também reportou que estes hábitos as impediram de cuidar de tarefas mais importantes.

A conclusão também concluiu que as pessoas que se sentiam mais cansadas e, por isso, poderiam ser mais beneficiadas pelo relaxamendo em frente à TV, na verdade, experimentavam ainda mais sentimento de culpa por considerar o hábito como um sinal de falha em relação ao auto-controle. “A culpa diminui os efeitos positivos da tentativa de relaxamento e reduz a recuperação e a vitalidade”, explicou o estudo, publicado no Journal of Communication.

Pesquisas realizadas anteriormente apontavam que assistir televisão ou jogar vídeogame ajudavam as pessoas a se desligar do trabalho e relaxar. Essas pesquisas também mostravam que ganhar um jogo ou assistir a um filme que provocasse reflexão oferecia às pessoas a sensação de controle durante o lazer, fazendo com que se sentissem mais energizadas.

“Isso demonstra que, na vida real, a relação entre o uso da TV ou do vídeogame e o bem-estar é complicado e que esses hábitos podem entrar em conflito com outros, menos prazerosos, mas mais importantes”, disse Leonard Reinecke, um dos autores do novo estudo.

Com informações de: Terra

Share

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY